tagline pt

Somos um coro de vozes mistas - Sopranos, Altos, Tenores e Baixos, actualmente com 36 membros. Como resultado da multinacionalidade do coro, raramente estamos todos juntos devido aos membros que passam algum tempo entre o país de origem e Portugal, mas sempre temos um núcleo suficiente para continuar o nosso trabalho. Isso pode, no entanto, ser às vezes desafiador para o nosso actual maestro, muito experiente, António Manuel Maria de Jesus, que é nosso maestro nos últimos 3 - 4 anos.

Para ajudá-lo, esperamos que os membros nos informem de suas disponibilidade para concertos com bastante antecedência - quanto possível – para permitir que António prepare programas adequados.

Somos um grupo diverso, mas amigável, com uma paixão pela música coral cantando, vindos de todo o Algarve Central todas as quintas-feiras à noite (excluindo intervalos para o Natal, Páscoa e Verão), das 18h30 às 21h00 no Museu de São Brás.

Acordai Fernando Lopes-Graça
A Gaelic Blessing John Rutter
All in the April evening Hugh Roberton
Alles was ihr tut Dietrich Buxtehude
Art thou troubled / Aria Händel
As Torrents in Summer Edward Elgar
Ave Verum Wolfgang A. Mozart
Ay linda amiga Canon espanhol
Balada do Outono Zeca Afonso
Cantique de Jean Racine Garbriel Fauré
Con Sabor Tropical Jorge Domingo
Continuum Kathryn Rose
Dirait-on Morton J. Lauridsen
Du bists, dem Ruhm und Ehre Haydn
Drum will ich ... Joh. Seb. Bach
Es wollt die Jungfrau / Rosmarin Brahms
Frühlingsahnung - O sanfter süßer Mendelssohn-Barth.
Gloria Antonio Vivaldi
Halicha Lekeisariya David Zehavi
He that shall endure to the end Mendelssohn
Hymne à la nuit J. Ph. Rameau
If music be the Food of Love Purcell
Ik zeg adieu aus Forster II 1540
It was a lover ... Thomas Morley
Insanae et Vanae Curae Josef Haydn
Jesus bleibet meine Freude J. S. Bach
Just as the Tide was flowing R. Vaughan Williams
Kōjō no Tsuki
The moon over the ruined castle
Rentarō Taki
Lascia ch'io pianga G.F. Händel
L'Ecco Orlando di Lasso
Luisinha trad. Port.
Missa Brevis Jacob de Haan
Mit Lieb bin ich umfangen Steuerlein
Now is the Gentle Season Thomas Morley
Now is the Month of Maying Thomas Morley
Ode to Queen Mary Henry Purcell
Once there were Flowers Leanne Daharja Veitch
O milho da nossa terra F.Lopes-Graca
O rama da oliveira popular
Puestos estan  
Senhora do Almurtão pop. Satz Ribeiro
Singet dem Herrn Johann Pachelbel
Siyahamba South African
Song for October Ending Kathryn Rose
Stabat mater Rheinberger
Tanzen und springen Hassler
Tutti venite amati Gastoldi
Venid a sospirar Cancioneiro de Elvas
Wach auf mein Herz und singe Bach
Weep oh mine eyes Dowland

 

This table illustrates the breadth of our repertoire. It is a sample of the full list. If you wish to see the whole thing, please get in touch.

O nosso Maestro

O atual Maestro do Coro dos Amigos é António Manuel Maria de Jesus, que assumiu o papel em 2015. Aqui está um resumo de sua impressionante carreira musical.

António começou seus estudos musicais no Seminário de S. José, em Faro e passou a estudar no Conservatório Regional do Algarve, "Maria Campina".

Mais tarde, estudou direção coral com Edgar Saramago e, em seguida, com Hubert Velten e Josef Stoiber, ambos dos quais são professores da Universidade de Regensburg, Alemanha. Ele também estudou técnica vocal com Lúcia Lemos e participou de várias masterclasses com Ana Ester Neves, Rui Baeta e Birgit Wegemann.

Ele foi co-fundador do Grupo Coral Ossónoba, em 1980. Mais tarde foi assistente do Maestro, assumindo em 1992 o papel de Maestro do coro. Fundou e conduziu o coro de "Pequenos Cantores d'Ossónoba" assim como o Coro de Câmara de Ossónoba e o Coro Juvenil e conduziu o Coro da Sé Catedral de Faro por muitos anos. Durante este tempo, ele também instruiu os líderes e condutores dos coros litúrgicos da diocese algarvia, sendo também parte de seu departamento de música litúrgica.

Ele foi diretor artístico de vários festivais de coros no Algarve, e fez turnês com os seus coros por Espanha, França, Holanda, Suíça e Brasil, bem como encontros de corais de norte a sul de Portugal.

António participou em vários concertos com a Orquestra Clássica do Sul: concertos de Natal, Carmina Burana (Carl Orff), o Messias (Handel). Tem realizado trabalhos de muitos compositores, países e áreas, o mais proeminente de que, para ele, era a missa da coroação (Mozart), West Side Story (Bernstein) e The Sound of Music (Rodgers e Hammerstein).

O nosso coro foi fundado por Walter Sulzer em 23 de março de 2006 focado inicialmente nas épocas renascentista e barroca. Quatro dos cinco membros originais ainda estão no coral que agora tem um núcleo de 36 membros de várias países (atualmente Alemanha, Holanda, Irlanda, Noruega, Portugal, Suécia, Suíça e Reino Unido), além de membros flutuantes. Sendo um grupo internacional, cantamos vários línguas,  e construímos um amplo repertório de música sacra e secular que abrange o desde o século XVI até os dias actuais.

Em 2013 Walter aposentou-ser e Francisco Brazão assumiu o lugar de maestro tendo introduziu o coro em diferentes épocas e estilos musicais.

Em 2015 Francisco Brazão ausenta-se do país tendo deixado a condução do coral.

António de Jesus, passa então a liderar artisticamente o coro em Janeiro de 2016.

Sob a sua direcção  continuámos e ampliámos  a diversidade do nosso reportório quer sacro quer secular interpretando obras de diferentes épocas, compositores e países.

Com António de Jesus fomos levados a fazer concertos noutras localidades que não a nossa 'casa' de S.Brás nomeadamente em Vilamoura, Almancil e Tavira. Sob sua liderança, nós já demos muitos concertos, interpretando obras como “Gloria “ de Vivaldi em conjunto com o Coro da Academia de Música de Tavira, acompanhado por um quarteto de cordas e do contemporâneo compositor, Jacob de Haan, “Missa Brevis” com a Banda Filarmónica de São Brás. Também se destaca o “Stabat Mater” de J. Rheinberger com Joana Vieira Shumova ao piano.

Fizemos a nossa primeira apresentação do “Te Deum” de Haydn em C maior na Igreja de Vilamoura de Dezembro a 2019, que foi muito apreciado pelo público - uma conquista para um pequeno coro amador como nós.

Nossos shows de verão nos últimos dois anos foram predominantemente música secular com madrigais e habaneras.

Todo mês de Dezembro, realizamos nosso concerto anual de Natal no Museu e um outro numa igreja.

Também cantamos em casamentos - actualmente temos dois na nossa agenda para este ano.

 

Somos o Coro de Amigos do Museu de São Brás, nome que revela as origens do coral; somos o resultado de uma iniciativa conjunta de nosso primeiro Director, Walter Sulzer, e Amigos do Museu do Trajo. Cantamos música sacra e secular - predominantemente clássicos e actualmente estamos a trabalhar uma variedade de peças para próximos dois concertos - um em 4 de abril em Tavira, integrado no evento "Música nas Igrejas" e a outra em 27 de Junho no Museu de S.Brás. Estes incluem - Eja Mater de Dvorak, Cantique de Fauré Jean Racine, The Crown of Roses de Tchaikovsky, de Handel Aleluia Amém e, como é o 250º aniversário do nascimento de Beethoven, Elegischer Gesang. Tal como acontece com tantos coros, e talvez particularmente para um coro clássico, o recrutamento pode ser difícil. Nós ficamos sempre feliz por receber novos cantores que como nós gostam de música coral. Não são necessários conhecimentos musicais. O coro usa arquivos midi e outras formas de ajudar os membros a aprender novas músicas, pois nem todos podem ler uma pauta musical e nem isso é necessário. Por que não nos dar uma chance? Consulte a secção “Contactos” do site para obter detalhes de como nos contactar.

 

choir